A ABB continua a sua transformação

A ABB apresentou pelo segundo trimestre consecutivo um crescimento da faturação. “O desempenho operacional melhorou, considerando a correção do fundo de reservas comunicada o ano passado”, disse o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer. Estamos a observar os primeiros sinais de estabilização do mercado em algumas indústrias de processos, bem como alguns sinais de crescimento nos negócios de ciclo curto. O padrão de encomendas da Power Grids para este trimestre reflete um projeto chinês de HVDC, que foi concedido no primeiro trimestre de 2016. No geral, a procura subjacente na China permanece positiva.“Comercialmente lançamos o ABB Ability, a nossa oferta digital líder no setor, e estamos muito satisfeitos com a resposta, muito positiva, dos clientes “, referiu Spiesshofer. “Com a venda do negócio de cabos concluída e a aquisição, recentemente anunciada, da B&R líder em inovação na automação de máquinas e de fábricas, continuamos a nossa gestão ativa de portfólio, à medida que o tornamos menos exposto a riscos e continuamos a deslocar o centro de gravidade da ABB para segmentos de maior crescimento e a fortalecer a nossa competitividade”, afirmou. Os desenvolvimentos macroeconómicos e geopolíticos estão a sinalizar um quadro misto com contínua incerteza. Alguns sinais macroeconómicos permanecem positivos nos Estados Unidos e o crescimento na China deverá continuar. O mercado global permanece impactado pelo crescimento modesto e pelo aumento das incertezas, com o Brexit na Europa e as tensões geopolíticas em várias partes do mundo. Espera-se que os preços do petróleo e os efeitos da conversão cambial continuem a influenciar os resultados da empresa. Com este panorama e com a transformação contínua da ABB, a empresa espera que 2017 seja um ano de transição.

www.abb.pt