INOVASENSE: DataMan 470, o novo leitor de códigos 1D e 2D para aplicações difíceis

INOVASENSE – Automação, Energia e Visão Artificial, Lda.
Tel.: +351 234 247 550 · Fax: +351 234 247 559
geral@inovasense.pt · www.inovasense.pt

A INOVASENSE, especialista em soluções de visão artificial e identificação automática, introduz no mercado português o novo leitor DataMan 470 para a leitura de códigos 1D e 2D de montagem fixa. Concebido para efetuar leituras em linhas de produção ou logística de elevada cadência, o DataMan 470 é o leitor mais rápido de uma vasta gama de leitores de códigos 1D e 2D que utiliza tecnologia patenteada para resolver, facilmente, aplicações extremamente difíceis, como a rastreabilidade em linha de produção da indústria automóvel, identificação em pneus ou em tapetes de transporte em aeroportos.

A tecnologia HDR+ (High Dinamic Range Plus) permite melhorar a qualidade da imagem dos códigos 1D e 2D, o que permite uma maior área de leitura e elevadas cadências na leitura quando comparado com outros leitores comuns no mercado. Esta tecnologia também permite que o DataMan 470 consiga ler códigos extremamente pequenos, invisíveis a outros leitores e permite ampliar a área de inspeção com poucos leitores.

Carl Gerst, o Vice Presidente da Cognex da área de leitura de códigos 1D e 2D afirmou que “a Cognex está orgulhosa de introduzir esta tecnologia inovadora no mercado, o que se traduz num novo patamar na leitura de códigos 1D e 2D. Esta inovação permite às empresas a leitura de códigos extremamente difíceis de ler a altas cadências, permitindo manter as linhas de produção na velocidade máxima.” Este leitor possui uma tecnologia capaz de efetuar múltiplos processamentos, algoritmos de descodificação extremamente avançados e a sua configuração modular permite aumentar a cadência de leitura e a flexibilidade na sua utilização. Existem tecnologias adicionais, tais como o Cognex Explorer™ Real Time Monitoring, que possibilitam os utilizadores do DataMan 470 analisarem as métricas de qualidade dos códigos e assim otimizarem os seus processos produtivos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*