WEG produz o maior turbogerador para a indústria de cana-de-açúcar

WEGeuro – Indústria Eléctrica, S.A. 
Tel.: +351 229 477 700 · Fax: +351 299 477 792
info-pt@weg.net · www.weg.net/pt

Um projeto inédito no Brasil levou inovação e tecnologia para a fábrica Delta, no Estado de Minas Gerais, no Brasil. A unidade opera com o primeiro turbogerador de dois polos, fabricado pela WEG. A iniciativa pretende otimizar a cogeração de energia renovável, a partir do bagaço da cana-de-açúcar. O investimento faz parte de um programa de expansão agroindustrial do Grupo Delta Sucroenergia, ao aumentar a produção de energia da fábrica em 246 505 MWh por ano, ou seja, de 130 000 MWh para 376 505 MWh. O fornecimento é também um marco para a WEG, por se consolidar como o primeiro fabricante no Brasil a produzir um turbogerador com 81,25 MVA, dois pólos (3600 rpm).

Segundo Juliano Carvalho, Supervisor de Manutenção Industrial da Delta, “precisávamos de uma máquina que respondesse a toda a capacidade energética do projeto, mas no Brasil não havia um fornecedor com histórico de produção de um turbogerador tão grande. A WEG deu-nos garantia e segurança no desenvolvimento da máquina.” A tecnologia aplicada ao gerador com 3600 rpm reduzirá os custos de manutenção porque permitiu a retirada do redutor de velocidade entre a turbina e o gerador. As celas e os painéis que controlam o turbogerador e compõem o sistema integrado de distribuição, manobra e controlo também foram projetados e fabricados pela WEG. O fabrico deste turbogerador seguiu as exigências mecânicas, elétricas e estruturais da aplicação, para integrar o novo turbogerador ao sistema elétrico existente da fábrica. A robustez das celas, aliado ao elevado nível de automação e integração dos sistemas existentes, oferecem um elevado nível de fiabilidade segundo Juliano Carvalho “o desempenho dos equipamentos superou as expetativas, proporcionando ao processo um ótimo comportamento térmico, maior estabilidade sistémica e dinâmica.”

A produção expressiva de energia elétrica permite à fábrica comercializar o excedente do consumo interno, uma quantidade que durante um ano permitirá abastecer mais de 200 mil residências. O controlo da distribuição é feito por uma subestação elevadora, também fornecida pela WEG, incluindo um transformador elevador com potência de 62,5 MVA, que transfere a energia para o Sistema Integrado Nacional (SIN). Estima-se que o retorno sobre o capital investido ocorrerá dentro de cerca de 6 anos. Um prazo curto quando comparado com a vida útil de um gerador, que pode ultrapassar os 20 anos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*