Aumenta a taxa de arranque de material com a nova prestação DMC da Fagor

Fagor Automation S. Coop – Sucursal Portuguesa, Lda.
Tel.: +351 229 968 865 · Fax: +351 229 960 719
fagorautomation@fagorautomation.pt · www.fagorautomation.pt

O DMC (Controlo Dinâmico da Maquinação) adapta a velocidade de avanço durante a maquinação para manter a potência de corte o mais perto possível das condições adequadas de maquinação.

O DMC otimiza o uso da máquina e da ferramenta, aumentando a taxa de arranque de apara, sem prejudicar a vida da ferramenta, já que esta trabalha nas suas condições nominais. A base para a otimização é a potência de corte a alcançar, também chamada potência objetivo. Esta potência não só depende da ferramenta como também do material e das condições de corte (avanço, velocidade de rotação da árvore, profundidade da passada e passo lateral), pelo que este valor deve ir junto ao conjunto ferramenta + material + condições de corte. O DMC está disponível para operações de fresagem com ferramentas de tipo “Fresado” e “Planeado”. Esta função pode-se aplicar a operações de desbaste e acabamento, mas será em operações de desbaste onde esta função aporta maiores benefícios, no tempo de maquinação e vida da ferramenta.

As vantagens do DMC passam pelo aumento da vida útil da ferramenta, não necessita de operador para vigiar as condições de maquinação, um reduzido tempo de maquinação e um menor desgaste de ferramentas e deteção de rotura de ferramentas, além de uma aprendizagem automática do poder de corte da árvore. Esta nova funcionalidade é aplicável para a versão de software V1.70 (CNC 8060) e V5.70 (CNC 8065) e está sujeito á opção de software correspondente “DMC (Dynamic Machining Control)”.