13.ª edição Roboparty: sucesso garantido

A 13.ª edição da RoboParty, que decorreu de 07 a 09 de março na Universidade do Minho em Guimarães, foi um sucesso. Este evento – organizado pela Universidade do Minho (Grupo de Automação e Robótica do Departamento de Eletrónica Industrial e pelos Serviços de Ação Social) e pela botnroll.com (spin-off da Universidade do Minho sediada em Guimarães) – juntou cerca de 500 jovens nas 113 equipas inscritas, com todos os robots construídos e em pleno funcionamento, e com muita alegria e boa disposição. De salientar a participação de equipas das ilhas dos Açores, e ainda uma equipa sénior com elementos entre os 67 e os 74 anos.

Depois da sessão de abertura solene com todos intervenientes salientaram a importância deste evento, a nível tecnológico e educacional e até pela idade jovem dos participantes e da sua importância para o seu futuro. De seguida iniciou-se a primeira formação “construção da placa controladora e soldadura de componentes eletrónicos”, e a entrega dos componentes eletrónicos e mecânicos para construção do kit 100% português e compatível com Arduino, Bot’n Roll ONE A, desenvolvido pela botnroll.com. Os participantes começaram a construir o robot e em poucas horas já estava montado pela maioria das equipas. Os participantes puderam, em paralelo, desfrutar de algumas atividades lúdicas e desportivas como torneio de ténis de mesa, circuito de estafeta e um torneio de xadrez. Depois do jantar houve uma atividade de entretenimento. Os participantes continuaram a trabalhar noite dentro e uma boa percentagem ficou mesmo a noite toda a trabalhar, tal era a vontade de ver o robot construído. Quem cedia ao cansaço descansava em saco-cama e em colchões disponibilizados para o efeito numa área lateral do pavilhão denominado RoboHotel.

No segundo dia houve uma formação sobre programação de robotsArduino IDE”, e os participantes começaram a programar o seu Bot’n Roll ONE A. No final do dia os robots já estavam programados, e decorreu o primeiro desafio robótico “Obstáculos”. Alguns participantes ainda conseguiram manter-se acordados durante a segunda noite, embora em menor número. No terceiro dia decorreu o desafio de corrida Race of Champions (onde um robot persegue um adversário numa pista fechada) e decorreu ainda em paralelo uma demonstração de Kick boxing. Após o almoço na cantina da Universidade do Minho, iniciou-se o desafio de Dança com muito público a assistir, e onde praticamente todas as equipas participaram com robots muito bonitos e que dançavam ao ritmo da música. Um júri de 6 elementos deu a sua classificação.

Por fim decorreu a entrega dos prémios aos 3 primeiros classificados de todos os desafios desportivos e robóticos. Na prova de obstáculos o vencedor foi o EDRobots da Escola Digital de Lisboa, seguido do Real Thunder do Real Colégio de Portugal de Lisboa, e o 3.º lugar foi para o IG1 da IG – Escola Profissional de Gouveia. A prova de Race of Champions teve os seguintes classificados: Rocha_dois da Escola Secundária de Rocha Peixoto da Póvoa do Varzim, seguida da Real Lightning do Real Colégio de Portugal, e do Firewheels do Agrupamento de Escolas D.Dinis em Lisboa. A prova de dança foi vencida pelo Robos Xerifes da Escola Profissional de Alto Lima de Ponte da Barca e do Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio  da Póvoa do Lanhoso, o 2.º lugar foi para o Careto Party da Escola Martins Sarmento de Guimarães, da Escola Secundária de Amarante, e o 3.º lugar foi para o AESeia do Agrupamento de Escolas de Seia. O prémio Sociedade Portuguesa de Robótica foi para o Real Lightning do Real Colégio de Portugal.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*