sistemas de produção

Monitorização e gestão da disponibilidade de sistemas de produção (2.ª Parte)

O levantamento das ações de manutenção indicou a existência de 40 operações de manutenção no conjunto…

A disponibilidade e fiabilidade dos sistemas de produção condicionam fortemente a sua produtividade, pois a ocorrência de falhas em equipamentos pode originar a paragem de uma linha de produção ou ter um impacto negativo na qualidade dos produtos produzidos. Estes problemas afetam diretamente um indicador essencial na indústria moderna: o cumprimento dos prazos de produção e entrega. Nesta medida, as operações de manutenção dos equipamentos devem, tanto quanto possível, ser realizadas de uma forma planeada, num espaço de tempo tão curto quanto possível e devem também usar a menor quantidade de recursos possível. Por outro lado devem ser previstas para uma boa articulação com o plano de produção.

No âmbito do projeto mobilizador Produtech-PSI, um conjunto de empresas e entidades do sistema científico e tecnológico desenvolveu uma solução inovadora para a gestão da manutenção. Esta solução integra, de forma harmoniosa, as atividades de manutenção no planeamento da produção, para que estas atividades ocorram nos momentos mais adequados, minimizando o impacto dos tempos de manutenção (quer preventiva, quer corretiva) no desempenho e na disponibilidade dos equipamentos.

Na primeira parte deste trabalho apresentamos o processo e a metodologia adotada para o desenvolvimento desta solução. No decurso deste trabalho foram também detetadas algumas limitações em termos de equipamento sensorial das máquinas permitindo assim, no futuro, a construção de máquinas mais bem preparadas para uma eficaz realização das funções de manutenção e produção. Este trabalho permitiu identificar um enquadramento sistemático para a avaliação das necessidades às quais é necessário dar resposta no âmbito da implementação de um sistema deste tipo, podendo ser aplicado noutras situações semelhantes. No seguimento deste artigo apresentaremos a aplicação que resultou deste trabalho.

Caraterização das ações de manutenção

O levantamento das ações de manutenção indicou a existência de 40 operações de manutenção no conjunto dos três equipamentos, entre corretiva e preventiva, com periodicidades que vão das 8 horas aos 3 anos. Destas, 14 estão associadas a um ou mais sensores, 4 estão associadas a um logger (contador ou cronómetro) e as restantes 22 não têm qualquer tipo de instrumentação associado (Tabela 3).

Pedro Fonseca, DETI, IEETA, Universidade de Aveiro
Paulo Pedreiras, DETI, IT, Universidade de Aveiro
Tomás Trigo e João Craveiro, PRONORMA
Carlos Cardeira, IDMEC/LAETA, Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa
Fernando Sousa, CEI
Nuno Freitas, ADIRA
César Teixeira, TEGOPI
Rui Cernadas, Kaizen Institute

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da revista “robótica” nº97. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

      De acordo com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, ao registar-se, receberá regularmente informações nossas, seja sobre os nossos serviços e produtos, promoções, newsletters, revistas digitais dicas de como tirar maior partido das ferramentas que disponibilizamos e ainda se habilita a participar em eventos que vamos organizando ao longo do ano.

    Outros artigos relacionados