rega

Sistema de Gestão Técnica Aplicado aos Sistemas de Rega

A (re)utilização de água surge como uma possível resposta da sua utilização como um recurso hídrico passível…

A (re)utilização de água surge como uma possível resposta da sua utilização como um recurso hídrico passível de ser usado beneficamente, permitindo a poupança de fontes de água convencionais e aumentando a disponibilidade dos recursos hídricos existentes para finalidades que requerem padrões de qualidade mais exigentes. Neste trabalho apresenta -se o processo de desenvolvimento de um Sistema de Gestão Técnica (SGT) para o controlo do sistema de rega dos jardins do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) otimizando -se os consumos energéticos do sistema de rega tendo em conta os parâmetros caraterísticos do local a regar bem como o controlo de todo o processo. São ainda apresentados os cálculos de dimensionamentos efetuados relativamente às necessidades hídricas da planta e necessidades de rega, entre outros.

Introdução

Num competitivo e complexo ambiente tecnológico em que vivemos, os computadores assumem um papel importante no tratamento, distribuição e controlo da informação, permitindo um acesso rápido e fácil a esta informação e possibilitando, ainda, a execução de outras funcionalidades mais complexas. Neste sentido, e tirando partido destas possibilidades, foi desenvolvido um sistema de controlo de gestão de rega que pretende dar respostas às perguntas fundamentais que estão na base da decisão da rega: “Quando regar?”, “Como regar?” e “Quanto regar?” as áreas ajardinadas do ISEP, Figura 1. Estas questões são respondidas, não só, através da análise dos aspetos ambientais, nomeadamente de fatores como a água, o clima, o solo e a planta, essenciais para a definição de hidrozonas, mas também através do estudo das condicionantes para a instalação de sistemas de rega eficientes.

Assim, e tendo sempre presente o objetivo da gestão eficiente da rega, foram definidas metas para o desenvolvimento deste trabalho que passavam pelo desenvolvimento de uma Interface Homem Máquina (HMI) em que, a interação será feita com um PLC de forma a permitir a visualização/alteração de variáveis internas do PLC, de acordo com as necessidades do utilizador. Efetuar o controlo do enchimento dos reservatórios de rega por ação direta sobre as bombas de enchimento e controlo dos respetivos débitos. A análise económica e o controlo dos consumos energéticos correlacionando -os com os ganhos efetivos do SGT e a coleta de dados que possam permitir a realização de análises diárias, mensais e/ou anuais.

Ricardo Miguel Borges Sá e Silva, Adriano A. Santos
Departamento de Engenharia Mecânica, Instituto Superior de Engenharia do Porto
Instituto Politécnico do Porto, Portugal

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da revista “robótica” nº103. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

      De acordo com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, ao registar-se, receberá regularmente informações nossas, seja sobre os nossos serviços e produtos, promoções, newsletters, revistas digitais dicas de como tirar maior partido das ferramentas que disponibilizamos e ainda se habilita a participar em eventos que vamos organizando ao longo do ano.

    Outros artigos relacionados