Contrinex
modernização no setor da água

Mais além da modernização: 3 benefícios surpreendentes da tecnologia Smart Water

Uma investigação recente da Black & Veatch com profissionais do setor das águas, águas residuais e águas pluviais concluiu que quase 80% dos stakeholders de empresas de serviços hídricos indica a infraestrutura envelhecida como o problema mais desafiante que o seu setor enfrenta atualmente.

Esta situação acontece num momento em que a indústria lida com outros problemas, relacionados com elevadas despesas operacionais, um consumo insustentável de energia e níveis de perda de água, para além de uma força de trabalho envelhecida e em contração. Por outro lado, o dilema sempiterno do setor tem sido a falta de fundos para modernizar as redes centrais de bombeamento e tubagem e as soluções de automação de águas e águas residuais que as controlam.

Felizmente, as novas tecnologias de digitalização relacionadas com a Indústria 4.0 possibilitam que a modernização da infraestrutura seja, agora, acessível. Um exemplo disso é a recente introdução de produtos de automação industrial que viabilizam o conceito de “automação universal”. Este conceito permite que as plataformas de automação industrial possam ser construídas em arquiteturas definidas por software, centradas em ativos e agnósticas quanto ao fornecedor.

Quando se introduzem soluções inovadoras nas operações de águas e águas residuais, os utilizadores conseguem três benefícios que vão além da modernização do sistema:

  1. Custos de implementação mais baixos – A capacidade de nos conectarmos a aplicações novas e inovadoras permite abordagens mais criativas e menos dispendiosas para enfrentar problemas caros, como gestão de fugas, consumo de energia e ativos. Com a implementação de sistemas como o EcoStruxure Automation Expert é possível criar um ciclo de vida digital completo para os sistemas de automação, o que significa que enfrentam os novos desafios mais rapidamente e com menos riscos.
  2. Força de trabalho preparada para o futuro – À medida que assistimos à aposentação da geração de operadores de águas e águas residuais que tem mantido a água a fluir nas últimas décadas, perdemos conhecimento especializado. Os colaboradores da próxima geração chegam às empresas de serviços hídricos com a perceção de que os seus sistemas de automação proprietários são arcaicos e representam obstáculos a operações mais eficientes. Os novos sistemas, como o EcoStruxure Automation Expert, oferecem uma simplicidade semelhante à das soluções de TI e são intuitivos para os operadores mais jovens, que estão acostumados à fácil portabilidade das aplicações (por exemplo, aplicações para smartphone que funcionam em qualquer marca de telefone). Isto economiza tempo e despesas de formação, e também reduz o risco de erros operacionais no futuro.

Inês Rodrigues
Industry Sales Manager, Schneider Electric

Schneider Electric Portugal
Tel.: +351 217 507 100 · Fax: +351 217 507 101
[email protected] · www.se.com/pt

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da revista “robótica” nº126. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: [email protected]

Outros artigos relacionados

Translate »