Contrinex
Drones e robots

Drones e robots: a 3.ª idade high tech

O dossier “drones e robots: a 3.ª idade high tech” é composto…

Ainda não passamos o quarto de século, de um século XXI que muito trará de inovador e porque não dizer de estranho, e já nos encontramos encantados ou mesmo abismados com as novidades que a cada dia, a cada hora nos vão sendo apresentadas. Se há bem pouco tempo era estranho uma máquina falar, embora com frases pré-gravadas ou predefinidas, mais estranho será interagirmos, dinamicamente, com um “ser eletrónico”(drones/robots) capaz de dialogar, quase que corretamente, com o seu interlocutor.

Assim sendo, permitam-me ser saudosista e recordar de uma forma muito ficcionista alguns dos aspetos evolucionista da tecnologia com que hoje partilhamos num espaço que cada vez mais é robotizado. Se a ida á lua nos arrebatou para um feito extraordinário a colocação de Spirit em Marte deixou-nos ainda mais estasiados e sedentos de novos acontecimentos. Se olharmos para o século XV, deparamo-nos com um protótipo de um robô moderno que, possivelmente, terá sido construído por Leonardo da Vinci, por volta de 1495. No entanto, e muito mais recente, muitos outros visionários nos apresentaram a sua perspetiva de um futuro recente. Olhemos então para o grande ecrã, como fonte de inspiração, e recordemos a “Guerra nas Estrelas” onde fomos confrontados com o pequeno droide R2-D2, responsável pela manutenção e navegação das astronaves, o C-3PO o droide de protocolo (interprete e relações sociais) fluente em 6 milhões de comunicações e mais recentemente o pequeno robot esférico BB-8. Por sua vez no “Exterminador Implacável” fomos confrontados com cyborgs (androides com esqueletos cobertos por tecido vivo) com aparência humana detentor de Inteligência Artificial e de uma série de naves autónomas que vigiam e pretendem aniquilar a humanidade. Outros exemplos de antevisão de um futuro muito próximo foram apresentados em “AI – Artificial Intelligence”, em “Eu, Robô” bem como em “RoboCop” onde o humano se mistura com a máquina transformando-o num cyborg dotado de inteligência “humana” e artificial. Naturalmente que se poderiam referir outros exemplos de antevisão dos tempos que se avizinham, no entanto, certo é que teremos que nos encontrar preparados para o seu surgimento e não poderemos dizer que não estávamos, de algum modo, já prevenidos.

Deveremos então estar preparados para lidar com um “ser”, que dificilmente consideraremos como uma máquina, que é capaz de apreender e interagir com os humanos e com o meio envolvente. Estaremos perante numa dicotomia que colocará a Máquina perante o Homem ou será que é o Homem perante a Máquina, ou seja, quem serve quem? E quem será efetivamente servido?

Adriano A. Santos

O dossier “drones e robots: a 3.ª idade high tech” é composto pelos seguintes artigos:

  • A importância dos drones nos serviços de inspeção
    Miguel Lopes, Gestor de Sistemas de Energia e Eficiência Energética
    iep – Instituto Electrotécnico Português
  • Os drones estão aqui (em toda a parte!) para ficar
    Ana Rita Batista, Mestre em Economia da Empresa e da Concorrência
    Sandro Mendonça, Professor Auxiliar, Departamento de Economia
    ISCTE Business School
  • E-persons e o futuro do direito!
    Mafalda Miranda Barbosa
    Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra
  • Desafios legais na regulação da robótica e inteligência artificial
    Ricardo Henriques, Abreu advogados
  • A tecnologia ganha uma dimensão sem precedentes, drones e robots vieram para ficar
    Alexandre Monteiro, OEM Business Developer, Motion & Machine Controllers Product Manager, Schneider Electric Portugal

Para ler o dossier completo faça o download gratuito da revista “robótica” nº113. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este dossier através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

dossier

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »