Contrinex
Dossier Fabricação Aditiva

Fabricação Aditiva

A Fabricação Aditivada (designada de FA) é mais uma das muitas etapas da evolução humana, no que respeita ao desenvolvimento tecnológico, a novas ferramentas e novos modos de operar, ou seja, a uma nova visão dos processos produtivos.

Os processos produtivos, adaptaram-se e evoluíram, ao longo dos anos, de modo a responder às necessidades do mercado e como forma de absorção do conhecimento científico, produzido pela comunidade científica, e dos avanços tecnológicos ocorridos no seio das empresas. A Fabricação Aditivada (designada de FA) é mais uma das muitas etapas da evolução humana, no que respeita ao desenvolvimento tecnológico, a novas ferramentas e novos modos de operar, ou seja, a uma nova visão dos processos produtivos. Neste sentido, a fabricação aditivada surge como um processo de deposição de camadas que crescem a partir de uma “folha em branco” por sobreposições sucessivas de camadas de material sobre a superfície anterior.

Digamos que no século passado seria muito difícil imaginar que num futuro muito próximo se poderia produzir peças que não fossem resultado da remoção de material, da moldação ou de fundição, processos de fabrico tradicionais. Esta nova abordagem da produção virou de pernas para o ar o conceito produtivo transportando o resultado final para um mundo inimaginável onde o CAD/CAM, a modelação 3D (tridimensionais) e os sistemas de levantamento de forma são reis e senhores. Esta, é então considerada como o um processo de ligação de materiais, por deposição de camadas, capaz de reproduzir objetos 3D a partir de dados digitais, resultantes da modelação tridimensional de objetos, das aplicações CAD 3D.

Hoje em dia, a fabricação aditiva, encontra-se disseminada por todos os setores industriais, deixando de ser uma mera geradora de protótipos. Esta contribui para a produção de peças/modelos com geometrias complexas, a baixo custo e com geometrias complexas e extremamente leves, resultado do preenchimento interior com estruturas reticulares em treliça ou por geometrias inspiradas na natureza e em modelos matemáticos. A utilização da FA é uma realidade na indústria automóvel, na aeronáutica, no design industrial, nos moldes, na área médica, e em muitos outros setores industriais, produzindo componentes funcionais, pré-séries e peças definitivas, perfeitamente integrada no processo produtivo, tirando partido da automatização e dos sistemas colaborativos como sejam os cobots.

Adriano A. Santos

O dossier especial sobre TFabricação Aditivaé composto pelos seguintes artigos:

  • O estado da arte do fabrico aditivo em Portugal
    • Jorge Lino Alves, Teresa Duarte, Rui Jorge Neto, INEGI, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
  • Processo de fabricação aditiva sem limite de tamanho de impressão num dos eixos
    • Rui Pires, Conveyor belt 3D printer Project
  • Fabricação Aditiva – Regras básicas de projeto para fusão de pó metálico a laser
    • Nuno Boavida, Técnico de Formação do Núcleo do CENFIM da Marinha Grande
  • Os robots como uma solução mais segura
    • Nicole Lang, igus, N.A.

Para ler o dossier completo faça o download gratuito da revista “robótica” nº123. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas um artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

Dossier Fabricação Aditiva

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »