Contrinex
Entrega dos Prémios Inovação 2021

Entrega dos Prémios Inovação 2021

Este prémio dá primazia à conceção, originalidade, operacionalidade, funcionalidade, inovação e incorporação de resultados de I&D nos projetos e produtos submetidos a concurso.

A entrega dos prémios referentes à 10.ª edição do Prémio Inovação, uma iniciativa da revista “robótica” e da EXPONOR, decorreu no dia 02 de dezembro, pelas 15 horas, na EXPONOR durante a Feira EMAF. Este prémio dá primazia à conceção, originalidade, operacionalidade, funcionalidade, inovação e incorporação de resultados de I&D nos projetos e produtos submetidos e em 2021 o júri premiou a Unmanned Tools com o Prémio Leonardo Da Vinci (Inovação Nacional) e a Iberoeste com o Prémio Nicola Tesla (Inovação Internacional). O júri atribuiu ainda uma Menção Honrosa à Mind (Inovação Nacional) e à Compind (Inovação internacional). O Prémio das Universidades ou Projeto Inovador não teve candidatos nesta edição mas nem por isso foi menos falado uma vez que irá chamar-se Prémio Norberto Pires, e este ano a título excecional foi entregue à Universidade do Minho na pessoa do novo Diretor da revista “robótica”, Fernando Ribeiro.

O D-PICO da Unmanned Tools, vencedor do Prémio Leonardo Da Vinci é um equipamento de comando remoto multifuncional desenvolvido para efetuar operações de produção no setor agrícola, florestal e na construção. Está preparado para ser automatizado no futuro e quando for autónomo, operações como limpeza, recolha e transporte de madeira, preparação de terrenos, colheitas de produtos agrícolas, podem ser feitas 24 horas durante 7 dias semanais com elevados ganhos de produtividade e segurança. Como Menção Honrosa do Prémio Leonardo Da Vinci venceu a MindCUT DIVA da Mind, uma plataforma integrada de digitalização de materiais naturais, em especial pele natural de elevado valor – utilizada, não só, mas em especial, nas indústrias automóvel e aeronáutica -, com recurso a marcação virtual de defeitos e áreas de qualidade do material. A MindCUT DIVA capta automaticamente a imagem da pele através de um código de barras e reconhece as suas fronteiras, num ambiente ergonómico e integrado; permite a marcação virtual e a definição de áreas de qualidade, defeitos e direções de estendimento. Uma superfície ergonómica, tapete transportador, facilita a intervenção do operador na zona de trabalho.

O Prémio Nicolas Tesla foi para o ECOBOT 50 da Iberoeste, uma lavadora autónoma fácil de operar, sendo necessários apenas 30 minutos para mapear uma área de 2000 m². Graças aos mais de 20 sensores, o ECOBOT 50 perceciona o ambiente, evita obstáculos e previne colisões. Esta máquina é sustentável e a água é reciclada através do sistema de filtragem de 4 estágios, permitindo uma operação constante durante 2,5 horas. O software inteligente direciona para áreas previamente definidas, evita obstáculos em movimento e/ou estáticos. O ECOBOT Scrub 50 carrega automaticamente as baterias, enche e descarrega água de forma autónoma através do WorkStation e possui um sistema de integração com elevadores e um sistema de gestão de frota, o iBot Center.  A Compind com o sistema de troca de ferramenta Smartshift da Compind foi o vencedor, um sistema mecânico patenteado de bloqueio e libertação de ferramentas, desenvolvido para funcionar utilizando uma unidade Master, várias unidades porta-ferramentas e com estações onde os porta-ferramentas estão posicionados. O sistema funciona como um cinto de ferramentas, onde um braço robotizado pode acoplar as ferramentas necessárias. As ferramentas Smartshift integram a pneumática quando o ar comprimido é utilizado e recursos adicionais como, por exemplo, se a energia elétrica for necessária para operar uma ferramenta. O sistema funciona como um “lego”, fazendo com que o utilizador selecione a funcionalidade necessária para cada tarefa. As unidades Smartshift possuem um sistema de travamento exclusivo que funciona na horizontal ao pegar ou entregar uma ferramenta.

A avaliação das várias propostas submetidas aos Prémios Inovação 2021 foi efetuada por um júri constituído por vários elementos das maiores universidades nacional, e que em simultâneo, fazem parte do Corpo Editorial da revista “robótica”: Fernando Ribeiro, atual Diretor da Revista “robótica”, do Departamento de Eletrónica Industrial da Universidade do Minho e da Sociedade Portuguesa de Robótica, juntamente com Gil Lopes do DEI da Universidade do Minho, Nino Pereira da Dyson (Reino Unido), Paulo Moreira da FEUP, Vítor Santos do DEM da Universidade de Aveiro, José Lima do Instituto Politécnico de Bragança, Manuel Silva do ISEP, Pedro Lima do Instituto Superior Técnico e Jorge Dias do DEE-ISR da Universidade de Coimbra.

Reveja a entrega dos Prémios Inovação 2021

Translate »