Contrinex
Soluções para uma indústria climaticamente neutra

Soluções para uma indústria climaticamente neutra

“Produção neutra em carbono, inteligência artificial, tecnologias de hidrogénio, gestão de energia e Indústria 4.0 – estes são os principais temas da HANNOVER MESSE 2023”, afirmou Jochen Köckler, Membro do Conselho de Administração da Deutsche Messe AG.

A lista de desafios que a indústria enfrenta é longa: alterações climáticas, escassez de energia, cadeias de abastecimento interrompidas e ainda escassez de mão-de-obra qualificada. A solução para estes desafios reside, não só na utilização direcionada e adequada da tecnologia, mas também na orientação das políticas económicas dos diversos governos. Deste modo, a HANNOVER MESSE 2023 abrange o tema das tecnologias para uma indústria conectada e neutra e é o lugar certo para a abordagem política global entre a indústria, o governo, a ciência e os representantes sociais.

Produção neutra em carbono, inteligência artificial, tecnologias de hidrogénio, gestão de energia e Indústria 4.0 – estes são os principais temas da HANNOVER MESSE 2023”, afirmou Jochen Köckler, Membro do Conselho de Administração da Deutsche Messe AG. “Apenas a interação destas tecnologias permitirá salvaguardar de forma sustentável a nossa prosperidade e, ao mesmo tempo, impulsionar a proteção climática”. Na feira líder mundial para a indústria, cerca de 4000 empresas das indústrias mecânica, elétrica e digital, assim como do setor da energia, irão apresentar soluções para a produção e fornecimento de energia do futuro.

Desde a digitalização e automação de processos de produção complexos, até à utilização de hidrogénio na indústria e da utilização de software para registar e reduzir as pegadas de carbono, a HANNOVER MESSE oferece uma visão holística. Tal como garante Köckler: Na HANNOVER MESSE terá a oportunidade de conhecer soluções para cada um dos desafios globais atuais”.

Entre os expositores destacam-se empresas tecnológicas globais como a Amazon Web Services, Microsoft, Google, SAP, Siemens, Bosch, NOKIA, ServiceNow e Schneider Electric, assim como líderes tecnológicos de média dimensão, como a Beckhoff, Festo, Harting, ifm, Pepperl+Fuchs, Phoenix Contact, Rittal e SEW. Institutos de investigação de renome como o Fraunhofer ou o KIT (Karlsruhe Institute of Technology), assim como mais de 300 startups, prometem tecnologias de ponta e modelos empresariais inovadores.

A HANNOVER MESSE será inaugurada pelo Chanceler alemão Olaf Scholz e pelo Presidente indonésio, Joko Widodo. A Indonésia é o País Parceiro deste ano na HANNOVER MESSE.

Indústria 4.0 & Manufacturing X

De forma a explorar todo o potencial da Indústria 4.0, são necessárias grandes quantidades de dados – dados aos quais todas as empresas envolvidas na cadeia de criação de valor possam ter acesso. Um novo ecossistema de dados interligados – Manufacturing X – é parte da solução.

Esta visão de uma plataforma de dados, soberana e segura está a ser impulsionada pelas associações industriais BDI (Associação da Indústria Alemã), VDMA (Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas e Instalações Industriais) e ZVEI (Associação Central da Indústria de Engenharia Elétrica e Eletrónica), entre outras.

Tal como diz Köckler: “o objetivo é preservar a independência das empresas, que não devem perder o acesso à interface com o cliente, mas que também precisam de explorar o potencial económico da plataforma”.

ChatGPT – igualmente bom para a indústria?

A Inteligência Artificial (IA) tem vindo a desempenhar um papel cada vez mais importante na indústria. Para além de otimizar os processos, a indústria transformadora está cada vez mais dependente da IA na simulação e no desenvolvimento de produtos.

A chamada Inteligência Artificial Generativa irá, do mesmo modo, encontrar o seu caminho na indústria. Sistemas como o ChatGPT ou o DALL-E já podem, atualmente, apoiar na geração textual, assim como na programação e no design de textos. “No futuro, é bastante concebível que a IA conceba uma máquina e que o ser humano tenha apenas de verificar quais os ajustes que são necessários para o seu funcionamento. Tal poupa tempo e constitui um potencial considerável, tendo em conta a prevalecente escassez de mão-de-obra qualificada”, relata Köckler. Sobre o tema Inteligência Artificial, a HANNOVER MESSE oferece uma gama abrangente de tours, fóruns e apresentações de ferramentas de IA, bem como use cases dos expositores.

Tornar visíveis os fluxos e o consumo de energia

A interação entre o software e as máquinas cria um potencial considerável de poupança de energia. As soluções inteligentes de monitorização energética apresentada pelos expositores da HANNOVER MESSE ajudam a identificar e otimizar o consumo energético ao nível da máquina, reduzindo, desse modo, a pegada de carbono.

A maioria dos utilizadores industriais ainda mal conhece as numerosas formas de consumo que existem”, explica Köckler. Motores em bombas sem regulação, ventiladores, compressores ou máquinas ainda fazem parte do quotidiano de muitas fábricas. Sem tecnologia de controlo inteligente e sem a interação da engenharia elétrica e das IT, a melhoria da eficiência energética é dificilmente exequível.

De acordo com Köckler, “a indústria consome cerca de 45% da eletricidade na Alemanha. As soluções apresentadas pelas empresas expositoras podem contribuir sobremaneira para um aumento significativo da eficiência energética no âmbito da produção”.

O hidrogénio como fonte de energia e esperança futura

Neste momento, o hidrogénio verde faz furor: a indústria quer usá-lo para se libertar da dependência da energia fóssil e reduzir as emissões de carbono; entretanto, o Gabinete para os Assuntos Económicos e Proteção Climática da Alemanha descreve o hidrogénio como um vetor energético essencial para o sucesso da transição energética e da proteção climática a longo prazo.

Ainda assim, há desafios. A produção de hidrogénio é complexa e dispendiosa e as questões de fornecimento, transporte e armazenamento ainda precisam de ser resolvidas.

Mais de 500 empresas irão apresentar soluções para o uso do hidrogénio na indústria, na HANNOVER MESSE”, diz Köckler. “Isto faz com que a feira de Hanôver seja a maior e mais importante plataforma do mundo a cobrir os temas relacionados com o hidrogénio”.

Em HANNOVER, os industriais e decisores políticos poderão obter uma visão global do potencial desta fonte de energia e ver qual o rumo que deve ser definido para uma indústria baseada no hidrogénio.

Indonésia, País Parceiro

A Indonésia, a maior potência económica da região da ASEAN, é o País Parceiro na HANNOVER MESSE 2023, sob o mote “Making Indonesia 4.0”. A Indonésia pretende ser uma das dez maiores economias do mundo até 2030; espera-se que, até lá, as energias renováveis representem cerca de 51,6% da produção total de eletricidade. Na HANNOVER MESSE, esta nação em ascensão apresenta-se como um parceiro fiável para as empresas de todo o mundo.

HANNOVER MESSE

A HANNOVER MESSE é a feira líder mundial da indústria. O seu mote principal, “Industrial Transformation – Making the Difference” une os setores de exposição Automation, Motion & Drives, Digital Ecosystems, Energy Solutions, Engineered Parts & Solutions, Future Hub, Compressed Air & Vacuum e Global Business & Markets. Os principais temas incluem a descarbonização, Indústria 4.0, segurança, inteligência artificial e machine learning, economia circular, logística 4.0, assim como Hydrogen & Fuel Cells. O programa de exposição é complementado por uma série de conferências e fóruns temáticos. A próxima edição será em Hannover, de 17 a 21 de abril e o País Parceiro é a Indonésia.

HANNOVER MESSE
www.hannovermesse.de/en

Translate »