Contrinex
A eficiência energética e os robots industriais

A eficiência energética e os robots industriais

É importante que os robots funcionem com maior eficiência e usem apenas a energia necessária para cumprir as respetivas funções.

A poupança de energia, o consumo mais responsável e o uso eficiente das fontes de energia renováveis têm sido um tema cada vez mais abordado e são cada vez mais importantes. Levando a cabo um conjunto de atividades voltadas para a redução do consumo energético contribuir para reduzir os custos e melhorar a eficiência, oferecendo mais cuidado com o ambiente, já que se reduz as emissões de gases de efeito estufa que provocam o aquecimento global.

No setor da indústria, a poupança de energia pode ser mais simples, já que através de pequenas alterações, ajuda significativamente a redução do valor da conta da luz. Seguidamente, deixamos algumas dicas gerais que devem ser levadas em consideração e que são cruciais para que se possa poupar eletricidade:

  1. Fontes de energia renováveis. Verifique constantemente as fontes de energia disponíveis e tenha a opção de instalar painéis solares. A sua empresa tem a capacidade de produzir a sua própria energia sem depender de nenhum fornecedor de energia.
  1. Ar-condicionado: É certo e sabido que o ar-condicionado, sistemas de aquecimento, bem como a refrigeração industrial consomem demasiada energia. É importante que se realizem manutenções frequentes para garantir que funcionem corretamente, evitando que as contas de energia subam imenso.
  1. Isolamento Térmico: Qualquer fenda deve ser bem isolada para impedir que o ar quente ou frio externo entre ou que a temperatura interna escape. Um bom isolamento vai evitar que se usem sistemas de climatização.
  1. Iluminação LED: A indústria tem adotado cada vez mais a tecnologia LED que embora seja um pouco mais cara do que a iluminação tradicional, permite reduzir os custos da energia, já que a estes sistemas podem ser integrados detetores de presença de pessoas, e que fazem com que se use energia que realmente se necessita.
  1. Maquinaria industrial: A substituição de maquinaria antiga e obsoleta por equipamentos com níveis superiores de desempenho e com menor gasto de energia é fundamental. A somar a isto é importante que se conte com bons planos de prevenção.

Na verdade, os fabricantes têm apostado cada vez mais em padrões de eficiência energética mais rigorosos, procurando reduzir as emissões produzidas pela indústria.

Por exemplo, a aplicação de normas, como a ISO 50001 que é cada vez maior, e que se trata de uma norma internacional para sistemas de gestão de energia, projetada para ser aplicada em qualquer setor industrial, independentemente do seu tamanho ou localização.

Esta norma determina quais os requisitos que um Sistema de Gestão de Energia deve conter, com o objetivo de que sejam realizadas melhorias que levem a um desempenho energético por parte dos fabricantes e a identificar as áreas em que é possível reduzir o consumo de energia.

Por outro lado, os fabricantes já começam a introduzir sistemas automatizados para aumentar a produtividade e entregar produtos aos clientes com eficiência. No entanto, à medida que a fábrica aumenta os processos automatizados, requer um maior consumo de energia para concluir a produção.

São três as tecnologias que contribuem para melhorar a eficiência energética dos robots industriais. Vejamos quais:

As VSD

Cerca de 65% do consumo de energia da indústria vem da maquinaria que usa os motores.

Quando os empregados controlam os equipamentos podem detetar se os motores estão a funcionar corretamente e de forma mais rápida do que o necessário e até mesmo quando certo equipamento não está a ser usado.

A instalação de um variador de velocidade (VSD) é um equipamento que regula a velocidade e a força de um motor elétrico para ajustar a velocidade de acordo com a produção. Usar esta tecnologia evita o consumo desnecessário de energia quando o equipamento está a ser utilizado a uma velocidade de produção mais lenta.

As peças industriais

Não são apenas os novos equipamentos que devem ser mais eficientes energeticamente. Os fabricantes que usam equipamentos mais antigos também podem reduzir o gasto da energia. Se as peças estiverem obsoletas e não forem mais produzidas pelo fabricante original do equipamento, isso não significa que não possam ser eficientes.

A tecnologia está a avançar cada vez mais rápido, o que significa que as peças dos equipamentos podem facilmente tornar-se obsoletas. No entanto, muitas dessas peças atendem aos padrões atuais de eficiência energética, apesar de já não serem mais produzidas. Neste caso, significa que os fabricantes podem voltar a usá-las, em vez de substituir um sistema inteiro.

Usar peças descontinuadas ou obsoletas permite que os fabricantes otimizem o seu sistema atual, em vez de substituí-lo.

Software

É importante que os robots funcionem com maior eficiência e usem apenas a energia necessária para cumprir as respetivas funções. No entanto, se a programação do software não for atualizada com frequência, os equipamentos podem continuar a usar demasiada energia.

A introdução de novos softwares leva à melhoria da eficiência energética de um robot. Os fabricantes podem monitorizar e manipular qualquer robot criando um gémeo digital e usando dados analíticos em tempo real. Os fabricantes podem determinar se a máquina está a usar energia a mais e tentar resolver o problema recorrendo ao gémeo digital antes de adaptar a máquina física, reduzindo de forma eficiente o consumo de energia.

Um gémeo digital é criado num programa informático que usa dados do mundo real para recriar simulações que podem prever como um produto ou processo vai funcionar. São usados ​​para prevenir alguma falha de objetos físicos e para realizar análises avançadas, permitindo prever situações.

Os responsáveis ​​pela criação de um gémeo digital geralmente são especialistas em matemática aplicada ou ciência de dados. Estes profissionais analisam os dados físicos e operacionais de um objeto e desenvolvem um modelo matemático que simula o original.

Assim, as tecnologias garantem que os fabricantes possam operar com máquinas com mais eficiência, oferecendo os melhores produtos aos clientes, com um custo menor e com pouco impacto ambiental.

Selectra
https://selectra.pt

Translate »