Contrinex
Supere os seus desafios de engenharia com acoplamentos de eixo da norelem

Supere os seus desafios de engenharia com acoplamentos de eixo da norelem

A norelem oferece acoplamentos de eixo na forma de acoplamentos sanfonados de metal, acoplamentos de garras em elastómero, acoplamentos flexíveis bipartidos, acoplamentos de Oldham e acoplamentos rígidos. A escolha do design depende sobretudo, na potência a transmitir e da ligação a equilibrar.

Os acoplamentos de eixo unem 2 eixos e transmitem movimentos rotativos e torques do eixo de acionamento para o eixo acionado. Os eixos são acoplados através de uma ligação rígida ou flexível. As ligações de eixos lineares são maioritariamente realizadas com acoplamentos de eixo flexíveis. Os acoplamentos de eixo também são usados para compensar desvios axiais e radiais e erros angulares, e amortecer vibrações e impactos. As aplicações para acoplamentos de eixo dividem-se em 2 áreas funcionais: existem aplicações em que o foco principal é a transmissão de torque e potência, por exemplo em bombas, sistemas de transporte e agitadores. E por outro, existem aplicações para controlo de posição e movimento que se destinam à transmissão de movimentos rotativos de modo exato e com precisão posicional, por exemplo em servomotores e motores de passo para eixos lineares.

A norelem oferece acoplamentos de eixo na forma de acoplamentos sanfonados de metal, acoplamentos de garras em elastómero, acoplamentos flexíveis bipartidos, acoplamentos de Oldham e acoplamentos rígidos. A escolha do design depende sobretudo, na potência a transmitir e da ligação a equilibrar. O tipo de montagem também é um fator importante. Por exemplo, existem versões com cubos de aperto e cubos de aperto amovíveis, que no caso de acoplamentos rígidos são ranhurados e bipartidos. Os acoplamentos com cubos de aperto bipartidos amovíveis podem ser montados radialmente. Não é necessário desmontar o eixo e o acionamento para instalar ou substituir o acoplamento. Os acoplamentos de eixo praticamente não necessitam de manutenção.

Os acoplamentos flexíveis bipartidos são feitos de alumínio e aço inoxidável. São montados com recurso a cubos de aperto ou cubos de aperto amovíveis. Os acoplamentos de pino de mola foram concebidos para eixos com diâmetros de 3 a 35 mm e torques de 3 a 130 Nm. Transmitindo torques de 1 a 7 Nm, os acoplamentos de Oldham são feitos de alumínio e podem ser montados em eixos com diâmetros de 3 a 14 mm usando cubos de aperto. Os acoplamentos rígidos são feitos de aço e aço inoxidável. O método de montagem implica a utilização de cubos ranhurados e bipartidos. Permitem transmitir torques de 16 a 2250 Nm com eixos com diâmetros de 8 a 85 mm.

norelem Ibérica, S.L.
www.norelem.pt

Translate »